20 de julho de 2018

Empresária assuense faz questionamentos sobre pesquisa do IPDC/Fecomércio RN em relação ao São João do Assú


Sobre a matéria Pesquisa ‘Perfil dos Participantes do São João de Assú’:  IPDC aponta que evento movimentou R$ 25 milhões na economia da cidade’ (Leia AQUI ), postada ontem, aqui no RSJ, a advogada e empresária Liana Fonseca Melo fez o seguinte comentário:

Este tipo de 'pesquisa' trata-se de uma estimativa por amostragem, a técnica é bastante conhecida por 'amostragem de conveniência'. Os dados são conduzidos e orientados para se obter os números que se quer. Os números são esdrúxulos e absurdamente inflados, a considerar que não é razoável conceber uma média de público diário de mais de 20 mil pessoas. Todos sabemos que isto não é verdade. Tão pouco é crível uma circulação extra de 1,6 milhão de reais diariamente em Assu. Somente quem está e vive colossalmente distante da Cidade e suas rotinas, para apresentar estes números como reais. Quem vive a rotina diária da economia da Cidade, e destacadamente os comerciantes, sabem que estes números são ficcionais. Para refletir, basta ver os números de arrecadação oficial da festa de 2018, para se ver que é impossível serem reais estes números econômicos apresentados hoje; visto que este ano foi a menor arrecadação dos últimos seis anos. Será que só o número oficial foi o que baixou? O restante da expressão econômica toda cresceu? Aonde este público astronômico gastou estes milhões? Tivemos crescimento de arrecadação de produtos e serviços na Cidade de Assu, dentro do período referenciado? Estes números são comprováveis na Contabilidade financeira?”.

Parceiro anunciante

Um comentário:

  1. O São João desse ano de 2018 ficará no história do Açu como o São João da Mentira.

    ResponderExcluir