18 de fevereiro de 2018

Redes sociais como termômetro para analisar decisões como a de Matheus do Frutilândia

Quem milita na política há muito tempo acha normal a conduta que vem sendo tomada por vereadores eleitos em Assú na campanha de 2016. Eleitos em um sistema político, alguns mudaram de posição em pouco tempo.

Repito: para a maioria dos políticos que militam há muito tempo isso está dentro na normalidade política. Esquecem eles que muitos jovens e até adultos apostaram na renovação do legislativo assuense. Essas pessoas achavam que esses ‘novos’ políticos deixariam de lado as atitudes da política ‘antiga’. Para essas pessoas que acreditaram na renoção política não é normal mudar de posição através de barganhas com proveito apenas pessoal, sem se preocupar com o coletivo.

Para uma boa análise dessas condutas, basta deixar de lado as paixões políticas e verificar as reações das pessoas nas redes sociais. Vou usar o posicionamento recém tomado pelo vereador Matheus Dantas como exemplo. Vejam que os comentários que reproduziremos abaixo alcança outros vereadores que tiveram atitudes parecidas.

Leiam os comentários favoráveis e desfavoráveis e tirem suas conclusões do termômetro das redes sociais. E que sirva de exemplo para os políticos que acham que a realidade não está mudando.

Confira o conteúdo dos comentários favoráveis:

Reprodução do Facebook

Reprodução do Facebook
  
Agora confira o conteúdo dos comentários desfavoráveis:

Reprodução do Facebook

Reprodução do Facebook

Retiramos o autor do comentário, pois recebemos de uma outra pessoa via whatsapp

Esses comentários são apenas alguns que circulam nas redes sociais. Repito: leiam os conteúdos dos comentários para terem uma noção da repercussão de atitudes como essa. Que não foi a primeira e nem será a última, mas que nos novos tempos, com o acesso das informações em tempo real pela maioria da população, são vistas por outro ângulo, diferente daqueles políticos que ainda acham que os tempos não mudaram ou que acham que não terão mudanças muito mais profundas.


Parceiro anunciante

12 comentários:

Anônimo disse...

Parabens Samuel essa materia serve de alerta p os politicos Antonio Oliveira

George Henrique disse...

A mudança tem que partir do eleitor, as conveniências devem ser deixadas de lado, o voto consciente tem que beneficiar o todo, através de benefícios para a sociedade de for.a geral, e não aos interesses privados de oligarquias ou de quem hoje está no poder, caso contrário a velha política irá se perpetuar por muito tempo!
A realidade mudou e faz tempo, mas não temos a força necessária ainda devido a corrupção em várias camadas da sociedade, do eleitor que vende o voto por qualquer tostão, ao candidato eleito trabalha em causa própria, articulando em benefício privado.
O novo deve sair do discurso demagogo e hipócrita dos políticos que fazem uso deste discurso para ludibriar o cidadão.
O eleitor atuante e independente pode realizar a mudança que a sociedade necessita.

Antônio jose disse...

Se um vereador do grupo do prefeito sair e for apoiar o outro quem está criticando vai apraudir.

Cada um vai onde se sinta melhor para cada bolso.

Anônimo disse...

O termômetro mede o momento. Hoje é uma coisa mas o depois de amanhã pode medir outra. Tudo é relativo. Faço uma singela pergunta; Quem já traiu pode reclamar de traição?

Esdras Pessoa
esdraspc@yahoo.com.br

Fabio Souza disse...

A política é assim. Fazer o que né?
Nada melhor como um dia atrás do outro, e uma noite 🌌 no meio! Atos apequenados assim tendem somente a mostrar que o que realmente vale é o momento.E principalmente o momento pessoal que o convém perfeitamente.Não se pode esperar muito de políticos que não buscam zelar por aquelas pessoas que deram vida de marajá à esses que hj cospem,não no prato que acharam bom comerem,mas sim na cara nua e crua de cada pessoa que acreditou tá caminhando com alguém que tivesse no mínimo a consideração de saber respeitar tanta confiança. Mas vamos caminhando e vendo até aonde vai essa falta de respeito dessa classe que hj é vista, e denominada,de tão pôdre!

Samuel Junior disse...

A abordagem da matéria tem como foco a renovação no legislativo. A ânsia que muitos eleitores tiveram de colocar pessoas novas com atitudes novas na Câmara Municipal. Políticos que pensem no coletivo. Em nenhum momento a matéria fala que tem traído reclamando de traidor. Quem está reclamando são eleitores decepcionados com aqueles que eles votaram pensando que era o 'novo'.

Antônio jose disse...

Ninguem é o "novo".
TODOS OS VEDERAORES ELEITOS DE UMA FORMA OU DE OUTRA PARTICIPAVAM DA ANTIGA GESTÃO. Todos conquistaram votos através do poder municipal

George Henrique disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
George Henrique disse...

Trocando em miúdos, onde financeiramente for melhor.
A famosa conveniência para permanecer o máximo possível no poder.

Fabio Souza disse...

O importante é que o próprio POVO tem acompanhado esse jogo todo de interesses pessoais, onde o compromisso de fazer pela comunidade fica à margem da falta de compromisso q caminhava junto a um discurso de inovação e seriedade. E o q se ver é o mais do mesmo. O tempo mudou!

Samuel Junior disse...

Lembrando que comentários de anônimos não são liberados. É preciso colocar o nome.

João Ferreira disse...

Esse é o tipo de pessoa "Sem mora, sem ética e indigna de um voto".