15 de dezembro de 2017

Prefeito Gustavo Soares propõe reduzir contratos temporários ao Ministério de Contas do Estado e em seguida encaminha projeto de lei ao legislativo aumentado contratos temporários na Educação

O Rabiscos do Samuel Junior publicou aqui ontem, 14, matéria com as propostas encaminhadas pelo prefeito de Assú, Gustavo Montenegro Soares, ao Ministério de Contas do Estado. (Leia AQUI). Entre as ações tem exonerações e anulação de atos de nomeação, de incorporações salariais e planos de cargos e salários e redução em 10% dos contratos temporários.

Mas, parece que essa proposta da redução dos contratos temporários ‘não é para valer’.

Pelo menos é o que se deduz ao se tomar conhecimento que o prefeito Gustavo Montenegro Soares encaminhou à Câmara Municipal do Assú, projeto de lei propondo o aumento de contratos temporários na secretaria de Educação e Cultura. Confira:


O acrécimo desses dez cargos, caso seja aprovado pelos vereadores, representa um aumento, só de salário, de quase R$ 238 mil em doze meses.

A matéria irá a análise e votação no legislativo na terça-feira, dia 19 de dezembro. A tendência é que os servidores que estão se sentido prejudicados com as ações propostas de anulação de atos de nomeação, de incorporações salariais e planos de cargos e salários, entre outros, estejam presente à sessão de terça-feira para pressionar os vereadores para não aprovarem a matéria.


Parceiro anunciante

Nenhum comentário: