quarta-feira, 5 de julho de 2017

CEP ou mais carteiros?

A prefeitura de Assú enviou a Natal um representante para discutir na direção regional dos Correios a implantação no município de CEP por logradouros.

O RSJ procurou informações para analisar os benefícios da proposta e pelo que colheu não enxergou motivo de comemoração na implantação desse “projeto inédito”.

Foto: Reprodução
Sabe quantos carteiros a agência dos Correios de Assú possui? Apenas seis carteiros convencionais e um carteiro especial que é o responsável pela entrega de encomendas via Sedex.

A quantidade de funcionários da agência é insuficiente para a demanda da cidade. É tanto que várias áreas ainda não são atendidas pelos Correios, como o conjunto Irmã Lindalva, Lagoa de Ferreiro, parte do Alto São Francisco, várias ruas do Quinta do Farol, parte do Feliz Assú, entre outras.

Em conversa em Natal com pessoas que conhecem do assunto, o RSJ recebeu a informação que a agência de Assú precisa de no mínimo mais quatro carteiros, sendo três convencionais e mais um carteiro para encomendas especiais.

Ou seja, o que adianta agilizar o tratamento da carga através do processo de divisão de logradouros por CEP se atualmente tem bairros que nem possui o serviço de carteiros?

A criação do CEP por logradouro só agilizará as entregas caso o número de servidores da agência de Assú seja aumentado. Na atual condição, sem funcionários suficientes para executar as atividades e prestar um bom serviço à população, a divisão dos logradouros por CEP não traria o benefício esperado.

Estamos na torcida que na conversa de ontem, a questão do aumento no número de funcionários da agência dos Correios em Assú tenha entrado na pauta. A ideia de aumentar a quantidade de servidores não é “inédita”, mas gera benefícios imediatos.

Parceiro anunciante

2 comentários:

  1. Caro Samuel.
    Em 2015 houve uma reunião no gabinete do Prefeito Ivan Jr, juntamente comigo Secretário de Tributação na época, com Douglas, secretário de Infraestrutura e representantes dos Correios, afim de discutir a pedido do prefeito, a ampliação do roteiro de entrega de correspondências pelos correios no município. Os correios sinalizou que o aumento do número de carteiros, como também a abrangência maior de atendimento a novos bairros e ruas, dependia da implantação dos CEP's por rua na cidade. A burocracia e alguns entraves fizeram com que o projeto não fosse adiante. Mas a estratégica dos Correios em cidades acima de 50 mil habitantes é essa de incluir CEP's por rua.
    Abraços
    Erivaldo Medeiros (Didi)

    ResponderExcluir
  2. Parte do Dom Elizeu também não é atendido, ô correiozinho duro!!!

    Rafael Fonsêca

    ResponderExcluir