domingo, 30 de julho de 2017

Agentes de trânsito em Assú reclamam que prefeitura não pagou diárias operacionais e 30% de risco de vida

Chegou até o Rabiscos do Samuel Junior (RSJ) um vasto material em que alguns agentes do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (Demutran), órgão da prefeitura de Assú, mostram suas indignações com “a desorganização total” dessa gestão.

Pelo material enviado, o problema começou no mês de junho, quando não foram colocadas na folha de pagamento as diárias operacionais dos agentes de trânsito do mês de maio.

Para completar, agora no mês de julho, quando seriam pagas essas diárias, juntamente com as do mês de junho - feitas no São João - nada de diárias nos contracheques.

A reclamação é que na folha desse mês de alguns agentes tem apenas “o adicional noturno pelos dias trabalhados no São João, no valor de R$ 187,40”. Também não foi pago nesse mês a gratificação combinada pelos dias trabalhados, que seria 1/3 do salário e nem as diárias a que eles tiveram direito nesse período.

Um dos agentes desabafou, dizendo que “trabalhamos de graça... ficamos noites servindo de segurança para carros de ‘bacanas’, enquanto eles se divertiam na festa. Nós, que poderíamos estar com nossas famílias, estávamos lá, querendo ganhar um pouco a mais no salário nesse mês, mas nem isso”.

No material enviado é afirmado que o problema não aconteceu “por falta de informação, pois foi passado memorando, todos os dias os agentes estavam lá cobrando no setor responsável e o que recebíamos de resposta era para ter calma, que tudo ia ser colocado na folha de pagamento”. Para esses agentes, de duas, uma: ou é uma total desorganização ou má vontade.

Analisando o material enviado, é possível verificar que alguns agentes receberam as vantagens. Outros não.

No contracheque de julho de alguns agentes, tem as diárias do mês de maio, o adicional noturno e os 30% de risco de vida. Já nos de outros agentes, não tem as diárias ou os 30% de risco de vida.

O espaço do RSJ fica disponível para a prefeitura de Assú prestar os possíveis esclarecimentos.

Parceiro anunciante

Um comentário:

  1. Eu não entendo, queria realmente entender esse comportamento desses agentes de trânsitos que se dizem injustiçados quanto aos seus direitos. Se tem como comprovar que outras pessoas realizaram as mesmas atividades e receberam seus salários completos(diárias e etc), então porque esses que se sentem prejudicados não vão logo ao Ministério Público e denunciam o caso? Visto que já foram várias vezes ao setor responsável pelos pagamentos na prefeitura e ainda não receberam seus vencimentos por direito. E fico a me perguntar o porque desse favorecimento a uns e outros a nada?
    Agentes de trânsito vocês são concursados, não vejo o que temer em buscar e valer seus direitos junto ao MP.

    Esdras Pessoa
    esdraspc@yahoo.com.br

    ResponderExcluir