terça-feira, 18 de abril de 2017

Registrado dois casos de Calazar em crianças assuenses em 2017

Em Assú foi constatado este ano dois registros oficiais de casos de leishmaniose (calazar) em humanos. A doença acometeu duas crianças: uma no conjunto Feliz Assú e outro no bairro Lagoa do Ferreiro.

Com esses dois casos, o setor de endemias da Secretaria Municipal de Saúde, decidiu intensificar o trabalho de prevenção e combate à leishmaniose (calazar) em todo o município.

A ação profilática busca fortalecer o processo de identificação e eliminação dos focos do ‘mosquito palha’, responsável pela transmissão do ‘Calazar’. Paralelamente, são realizados exames laboratoriais para detecção do problema nos cães e feita a borrifação numa área perimetral de 300 metros nos locais onde houve o foco da doença.

Esta atividade vem sendo realizada no conjunto Feliz Assú, com a participação dos profissionais do setor de endemias. Nesta tarefa, é de fundamental importância a cooperação das pessoas, principalmente no sentido de permitir o fácil acesso às residências e para a coleta de sangue nos cachorros.

A equipe vem encontrando dificuldade para realizar a atividade no conjunto Feliz Assú, pois diversas moradias estão sendo encontradas fechadas. Para solucionar o problema, os moradores podem ligar para o telefone (84) 3331-5361 para agendar a visita dos agentes.


Parceiro anunciante

Nenhum comentário:

Postar um comentário