sexta-feira, 28 de abril de 2017

Lava Jato: nova fase recolheu provas de crimes na Transpetro e incluiu buscas no RN

A pedido da Procuradoria-Geral da República, foi deflagrada hoje (28) mais uma etapa da operação Lava Jato perante o Supremo Tribunal Federal (STF).

O objetivo das buscas e apreensões autorizadas pelo ministro Edson Fachin é coletar provas de crimes contra a administração pública, lavagem de dinheiro, corrupção, organização criminosa, entre outros, em investigações relacionadas a desvio de recursos na Transpetro.

A partir de informações do acordo de colaboração de Sergio Machado, os mandados visam coletar documentos, equipamentos, mídias e arquivos eletrônicos, aparelhos de telefone, valores e objetos em endereços residenciais e comerciais em Alagoas, Rio Grande do Norte, Sergipe, São Paulo e no Distrito Federal.

Os mandados de busca e apreensão são cumpridos pela Polícia Federal e membros do Ministério Público Federal.

Rabiscos do Samuel Junior: Existe rumores sobre o nome da pessoa envolvida nas buscas no RN. Seria o de Lindolfo Sales, que foi diretor geral do INSS quando Garibaldi Filho era ministro da Previdência. Entretanto, essa informação está sendo desmentida.

Parceiro anunciante

Nenhum comentário:

Postar um comentário