2 de fevereiro de 2017

Vereadora Delkiza divulga nota sobre sessões extraordinárias no legislativo assuense

O mandato da vereadora Delkiza Cavalcante divulgou nota a população sobre o período de sessões extraordinárias da Câmara Municipal do Assú. Confira na íntegra:

AO POVO DO ASSÚ

Foto: Endson Esron
Desde o momento de deflagração do processo de convocação extraordinária da Câmara Municipal do Assú (RN) até o final das sessões desta terça-feira, 31, que o nosso mandato trabalhou garantindo uma postura INDEPENDENTE e COMPROMETIDA com a população assuense. Deste modo, é que inserimos cinco PROPOSTAS DE EMENDA aos projetos enviados pelo poder executivo em regime de urgência urgentíssima para deliberação no plenário da Câmara Municipal do Assú, entre elas uma solicitando a supressão do quadro de contratos temporários as funções de FISIOTERAPEUTA, ENFERMEIRO e AUXILIAR ADMINISTRATIVO haja visto existirem profissionais aprovados em concurso público e à espera de convocação/nomeação e que recebeu parecer favorável na comissão e aprovação em plenário.

O nosso mandato também fez intervenção logo no início da sessão no sentido de sensibilizar a bancada dos vereadores ligados ao prefeito para que fosse retirada da pauta da sessão o Projeto de Lei 002/2017 que tratava da criação da unidade escolar Instituto Municipal Padre Ibiapina – IMPI, proposta rejeitada em votação pelo placar de 10 a 5.

Portanto, a tomada de decisão na presença da Promotoria Pública da Comarca de Assú dando direito a luta de todos aqueles que fazem a Escola Estadual Tenente Coronel José Correia permanecer funcionando na estrutura física do Instituto Padre Ibiapina, conforme contrato de locação do imóvel no valor de R$ 10.534,80 por mês e prazo de vigência até novembro de 2017 é, sem dúvidas, uma resposta que recebo com muita alegria, haja visto que mostra muito claramente que o anseio dos vereadores Waldson Bezerra, Beatriz Rodrigues, Matheus Dantas, Francisco Xavier da Silva e Delkiza Cavalcante em retirar da pauta da sessão o Projeto de Lei 002/2017 para aprofundarmos o debate inclusive, em audiência pública, em torno do melhor para o Assú existia uma justificativa justa.

Delkiza Cavalcante
Assú (RN), 01/02/2017


Parceiro anunciante

Nenhum comentário:

Postar um comentário