14 de setembro de 2016

Oposição menospreza profissão de candidato Patrício Júnior, mas crítica não funciona e viraliza na web

Texto e fotos da Assessoria 55 Assú

No auge do pleito eleitoral em Assú, uma crítica falha da oposição gerou um fenômeno na web a favor do candidato da situação, Patrício Júnior (PSD), que é apoiado pelo atual prefeito Ivan Júnior (PROS). Na tentativa de menosprezar a profissão de comerciante do candidato Patrício Júnior, a oposição da cidade começou a adotar um discurso e questionar se a cidade iria permitir que Assú ficasse nas mãos de um “bodegueiro”. A resposta do candidato veio à altura e se transformou em uma avalanche de apoio e postagens na web.



“A oposição agora está menosprezando a minha profissão me chamando de bodegueiro. Vocês não sabem o quanto eu tenho orgulho de ser bodegueiro, pois foi de lá, da bodega do meu pai, que ele nos deu o pão de cada dia, nos criou com muita honra e dignidade e me ensinou a ser bodegueiro também”, disse Patrício Júnior durante um comício na comunidade de Linda Flor no último sábado (10).


No dia seguinte a internet se encheu com manifestações de apoio com a hashtag #tôcomobodegueiro. O fenômeno tomou conta das páginas do Facebook, grupos de whatsApp, Instagram e outras mídias.

A tentativa do grupo oposicionista liderado pelo candidato de Ronaldo Soares, Gustavo Soares, não funcionou. Pelo contrário, a oposição em Assú presenteou o candidato Patrício Júnior com um mote que surpreendeu a todos com a proporção que tomou.

No Facebook várias pessoas mudaram o nome do perfil, colocando o termo “Bodegueiro” entre seu nome e sobrenome. O movimento se espalhou e está crescendo a cada dia. O internauta Vaval Fernandes Barbalho virou “Vaval Bodegueiro Fernandes Barbalho”. Dacilene Oliveira também fez questão de mudar o nome e virou “Dacilene Bodegueira”. Ela ainda postou um cartaz no Facebook com a tag #TÔcomobodegueiro.

Nas casas onde Patrício Júnior chega nas caminhadas, as pessoas abrem letreiros, enfeitam as casas como se fossem uma bodega, tudo para receber o candidato bodegueiro. O movimento virou uma febre na cidade do Assú e o assunto é tema das rodas de conversa de esquina.

Na página oficial do candidato no Facebook os convites para as caminhadas e comícios são feitos como se fosse uma chamada para trabalhar numa bodega, a exemplo do convite para a agenda da última terça-feira (13): “Pessoal, nesta terça-feira a bodega vai abrir a partir das 8h, no Farol e São Jacinto. Depois fechamos a bodega e reabrimos às 16h com uma caminhada e comício no bairro Vertentes. Quem é bodegueiro venha”.



O candidato a prefeito Patrício Júnior repudiou a tentativa da oposição de menosprezar sua profissão e reafirmou o orgulho de ser “bodegueiro” e ter aprendido a ganhar a vida com seu pai Zé Patrício, respeitado comerciante da região e hoje já aposentado.

“Enquanto a oposição tenta denegrir a minha imagem eu faço campanha apresentando propostas para melhorar a vida do cidadão assuense. Foi através da minha profissão que eu consegui o que tenho na vida, com muito trabalho. Agora me proponho a trabalhar pela cidade do Assú para continuar o excelente trabalho que tem sido feito pelo prefeito Ivan Júnior”, declarou Patrício Júnior.


Parceiro anunciante

Nenhum comentário: