11 de setembro de 2016

Gustavo Soares chegou atrasado para encontro com juventude

O candidato de Ronaldo Soares a prefeitura de Assú, Gustavo Montenegro Soares, chegou atrasado para o evento da Associação dos Moradores dos Bairros Frutilândia I, II e Fulô do Mato e não conseguiu ouvir as demandas dos jovens.

Já o candidato a prefeito de Assú pelo PSD, Patrício Júnior, participou na tarde deste sábado (10) do encontro com a juventude, na associação dos bairros Frutilândia I, II e Fulô do Mato.

Foto: Dedé Ramalho
O objetivo do evento era apresentar aos candidatos a prefeito as propostas da juventude, para que eles assinassem se comprometendo em trabalhar para tornar concretas as sugestões.

O evento estava marcado para as 15h e havia todo um cronograma preparado para ser cumprido. Patrício Júnior chegou com quinze minutos de antecedência, como pedia o convite, e ouviu atentamente todas as propostas da juventude.

Ao contrário, o candidato da oposição, que chegou com cinquenta minutos de atraso, sequer ouviu as ideias sugeridas pelos jovens e assinou a carta compromisso sem saber de que se tratava o conteúdo do documento.

Patrício Júnior teve dez minutos para apresentar suas propostas e usou o tempo para compartilhar com o grupo várias ideias que tem para o esporte e lazer, educação, cultura e desenvolvimento social.

Ao final do evento, ciente de todas as propostas apresentadas, muitas delas que já estavam no seu plano de governo, assinou a Carta Compromisso com a juventude, comprometendo-se a realizar em seu mandato como prefeito de Assú as ações sugeridas pela associação.

Ao final da apresentação de suas propostas, mesmo com uma agenda a cumprir em outro lugar, Patrício Júnior fez questão de continuar no evento da juventude para assinar a Carta Compromisso proposta por eles. Ele afirmou que “uma boa gestão se faz ouvindo. Temos que sentar com a comunidade, com vários segmentos, para daí então tentarmos tomar qualquer decisão”, disse o candidato.

O articulador da Juventude, Paulo Henrique, fez um aparte à fala de Patrício Júnior. “Quero dizer o quanto é importante, Patrício, fazer política pública ouvindo. Quem quiser ser prefeito dessa cidade vai ter que começar a ouvir primeiro para depois fazer as ações que a gente deseja”.

Paulo Henrique acrescentou que o mesmo seria dito para o outro candidato que, devido ao atraso, não ouviu as propostas da juventude. Ele finalizou dizendo que “eu trago essa fala, Patrício, e também traria para o outro candidato que ainda não chegou e não sei se vem”.


Parceiro anunciante

Nenhum comentário: