segunda-feira, 1 de agosto de 2016

MPRN reuniu promotores para traçar ações adicionais em relação aos ataques criminosos

Desde o início dos atos criminosos desencadeados na sexta-feira (29), tanto o Procurador-Geral de Justiça como diversos outros promotores têm trabalhado em conjunto com as secretarias estaduais de Segurança Pública e de Justiça e Cidadania, para trocar informações e ajuizar medidas que levem à prisão e outras responsabilizações dos criminosos que vêm praticando atos ilícitos no RN.

Hoje (1º), a Procuradoria-Geral de Justiça realizou reunião extraordinária com dezenas de promotores, para fazer o balanço da atuação do final de semana e definir ações e estratégias adicionais da atuação ministerial a serem adotadas em relação a esses eventos, tanto em apoio às atividades policiais em curso como também de forma autônoma, a partir dos poderes de investigação direta que a Instituição detém.

Na reunião, conduzida pelo Procurador-Geral de Justiça Adjunto (PGJA), Jovino Pereira da Costa Sobrinho, foi formado grupo de trabalho, com membros com experiências de destaque em relação às matérias de interesse para o problema, com a finalidade de produzir uma atuação ainda mais focada, inteligente e integrada por parte do Ministério Público, em diversas frentes e com objetivos de curto, médio e longo prazos, envolvendo não apenas o sistema penitenciário, como também o sistema de segurança pública e o sistema socioeducativo de repressão aos atos infracionais praticados por adolescentes.

O grupo, que já iniciou seus trabalhos, colaborará com as instituições voltadas à segurança pública do estado, oferecendo dados e iniciativas que possam ajudar a prevenir novos ataques através da antecipação com buscas, apreensões e prisões.


Parceiro anunciante

Nenhum comentário:

Postar um comentário