terça-feira, 23 de agosto de 2016

Ações contra atos de vandalismo foram detalhados pela Polícia Civil no RN

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte detalhou nesta segunda-feira (22) as ações realizadas no combate contra os atos de vandalismo que ocorreram no RN após a instalação de bloqueadores de celulares na Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP).

Ao todo aconteceram 83 prisões, sendo quinze por intermédio de mandados de prisão em aberto ou regressão de regime, dez mandados de prisão expedidos em decorrências de ligações diretas com os atos, quinze prisões em flagrante delito e 43 pessoas detidas por estarem diretamente ligadas com os eventos criminosos. Outras 29 pessoas, levadas para averiguação, foram liberadas por motivos diversos.

Entre Boletins de Ocorrências (BOs), Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCOs) e inquérito policial (portaria e auto de prisão em flagrante) foram 91 procedimentos instaurados.

O delegado geral da Polícia Civil do RN, Cleiton Pinho, afirmou que “esses números apenas comprovam que as Forças de Segurança, atuando de forma unificada, conseguiram garantir uma resposta rápida. Desses 91 procedimentos, alguns deles ainda estão em andamento. Consequentemente teremos novas prisões que irão ocorrer ao término de todos esses procedimentos”.


Parceiro anunciante

Nenhum comentário:

Postar um comentário