terça-feira, 26 de julho de 2016

Justiça determina retorno de prefeito afastado

A juíza da 1ª Vara Cível de Macaíba, Luiza Cavalcante Peixoto, anulou o julgamento proferido pela Câmara Municipal de Ielmo Marinho, em novembro de 2015, que determinou a cassação do mandato do prefeito Bruno Patriota Medeiros.

Ao conceder a tutela de urgência pedida pelo então prefeito, a magistrada considerou que parte dos vereadores que participaram daquela sessão estavam impedidos por terem sido ouvidos como testemunhas em processo judicial contra o prefeito e que portanto a decisão pela cassação seria nula, devendo ser refeito o ato.

A julgadora determinou ainda que outro julgamento seja proferido de forma imediata pela Câmara de Ielmo Marinho, desta vez com a convocação dos suplentes dos vereadores José Roberto Dias de Mesquita, Josemi Ezequiel da Silva, Francisca Soares da Silva ("Peba"), Sebastião Evilásio da Silva e Júnior Cabral para integrar a comissão julgadora, “diante de seu flagrante impedimento”.


Parceiro anunciante

Nenhum comentário:

Postar um comentário